sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Conselhos para o ano novo / Advice for the New Year / Consejos para el Año Nuevo

A chegada do Ano Novo nos lembra recomeço. Por isso mesmo a data é sempre marcada por expectativas e esperanças, principalmente por causa das perdas e fracassos experimentados no ano que se finda. Muitos até aproveitam esse tempo de virada de ano para buscar, de forma mágica, ações para que não aconteça mais o que já se passou. Entretanto, quero propor a você uma atitude diferente: adote novas perspectivas de vida.
Comece fazendo a si mesmo a seguinte pergunta: o que você planejou realizar no ano que se encerra e não conseguiu? Começar dieta, fazer exercícios físicos, adquirir algum bem em especial, fazer uma viagem, começar um novo curso, ganhar mais dinheiro.
Tenha uma atitude diferente neste começo de ano: adote novas perspectivas de vida.
Como desenvolver atitudes para um ano que possa valer a pena? Seguem, então, dez conselhos para serem pensados durante todo o ano:
1) Construa relacionamentos a partir do sentido de comunhão e não de interesses pessoais. Viver para si mesmo resulta em um grande vazio existencial.
2) Preocupe-se mais com aquilo que você está se tornando, mas deseje ser mais parecido com Jesus Cristo. Seus próximos passos são mais decisivios do que os que você deu até agora.
3) Transforme suas ações cotidianas em expressões de amor e liberdade. Só assim você vai dar valor às suas conquistas.
4) Ponha ordem em sua vida começando com o que pode aperfeiçoar o seu caráter. Seu mundo interior é muito mais complexo do que o espaço que você ocupa.
5) Deixe de viver tanto no seu espaço e passe a viver mais no espaço do outro. É na abertura para o outro que você encontra melhores compreensões para seus próprios conflitos.
6) Valorize mais a gratidão que suas conquistas pessoais. A vida é constituída mais de dádivas e oportunidades do que por nossa própria capacidade.
7) Cuide mais do seu caráter que de sua reputação. A única coisa que você vai levar consigo até a eternidade é o seu caráter.
8) Aproxime-se de Deus para servi-lo, não para usá-lo. Não há nada que se possa fazer para que Deus o abençoe mais, mas você pode fazer mais por ele.
9) Reconheça que cuidar do corpo é cuidar da vida como um todo. Sua vida tem mais a ver com a sua existência que com sua aparência.
10) Promova soluções em vez de fazer críticas e comparações. A melhor maneira de ser feliz é colocando a sua vida a serviço do outro.
Vale também lembrar o grande conselho bíblico:
“Esqueçam o que se foi; não vivam no passado. Vejam, estou fazendo uma coisa nova! Ela já está surgindo! Vocês não o percebem? Até no deserto vou abrir um caminho e riachos no ermo.” Isaías 43.18-19

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Missão: diálogo e anúncio / Mission: dialogue and proclamation / Misión: diálogo y anuncio

A gente já se fez essa pergunta: para que estou no mundo, afinal? A resposta implica necessariamente a descoberta do sentido de missão. E isso tem a ver com diálogo e anúncio. A missão envolve dialogar com as pessoas e compartilhar nossas ideias e descobertas. É uma atividade comunicativa, por assim dizer, em que o anúncio não substitui o diálogo. Há pessoas que se limitam tão somente ao anúncio, vaticinando suas interpretações, via de regra, equivocadas sem ouvir o que o outro pensa.
Falar em diálogo deve-se pressupor a necessidade de solidariedade, de testemunho e de relacionamento construtivo entre diferentes expressões socioculturais. Falar em anúncio deve-se pressupor o convite a que se empenhe em fé em seguir os ensinos de Jesus, o que se dá a partir da conversão, como um redirecionamento da vida para Deus.
A abertura para o diálogo abrange a compreensão de um Deus que se manifesta na história e historicamente a fim de se comunicar a toda a humanidade. Desperta a compreensão de que a humanidade inteira forma uma só família, com uma origem comum, criada por Deus. Implica a ação do Espírito Santo no mundo que se dá de forma invisível e abrangente, havendo sinais de sua presença e da graça em todas as expressões humanas. O diálogo coloca em questão o conteúdo da mensagem que cremos, ao mesmo tempo em que somos confrontados. Nesse sentido, o diálogo é sempre libertador. Para o cristão, o diálogo pode resultar em uma consciência de identidade maior, bem como uma atitude mais aberta às possibilidades de expressão da fé.
A missão aponta para que diálogo e anúncio estejam inter-relacionados, mediante uma espiritualidade que valorize a comunhão. A missão é uma só. Não há condição para um anúncio unilateral de uma verdade absoluta, mas de indicar uma resposta à pergunta sobre quem é Jesus e qual o sentido de seguir seus ensinos para a vida de realização humana. Aquele que professa livremente a fé em Jesus, que dialogou e anunciou sua mensagem aos seus contemporâneos como os evangelhos revelam, é convidado a tomar parte dessa mesma missão.

Assista:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails