quarta-feira, 28 de novembro de 2007

Vida simples / Simple life

Uma boa maneira de começar o seu dia é pelo café da manhã. Deve ser como um ritual, uma celebração a um novo dia. Acordar a cada manhã faz parte de nosso ciclo vital. E isso é fundamental para nos sentirmos vivos.
Você é daqueles que é capaz de sacrificar qualquer coisa por mais 15 minutinhos na cama? Experimente olhar para o ato de levantar de um outro modo. Um novo dia que se inicia representa uma série de oportunidades que surgirão em sua vida e que precisam ser bem aproveitadas.
Ao acordar, você tem necessidade de aquecer e de alimentar bem a si mesmo. Sabe aquela propaganda que diz que a melhor coisa depois de um bom jantar é um bom café da manhã? Pois é nisso que eu gostaria que você pensasse. Acordar não pode ser um grande sacrifício que você tenha que enfrentar todos os dias. Precisa, antes de tudo, ser o resultado de um ciclo vital, de uma vida bem vivida e desfrutada com intensidade.
Depois de um período de inatividade, que corresponde em média a oito horas de sono, você precisa de um tempo para começar a agir e entrar no ritmo. É claro que tem manhãs que a gente quer ficar um pouco mais na cama, principalmente depois de um dia estressante. Mas você não pode abrir mão de celebrar o amanhecer de um novo dia.
Para isso, você precisa de duas coisas fundamentais. Primeiro, um bom café da manhã. Isso me faz lembrar de minha médica do trabalho. Ela me disse que pela manhã eu preciso comer frutas e que eu devo preferir aquelas que enchem a boca de água quando são mastigadas, que eu preciso também da proteína dos queijos (de preferência os brancos) e que eu preciso de uma bebida quente e forte para começar o dia.
Costumo fazer questão da mesa posta, mesmo quando estou só. De vez em quando, nada como fazer uma surpresa ou ser surpreendido pela companheira com o café da manhã na cama. Belas maneiras de celebrar o começo de um novo dia.
Segundo, você precisa de um tempo de meditação para pôr em ordem o seu mundo interior. Não precisa mais do que quinze minutos para conversar com Deus, falar o que você sente e precisa, ouvir a Sua voz ainda que no silêncio. Não há uma regra para isso. A meditação é um exercício muito pessoal de introspecção. Alguns preferem o ritual do tipo budista, outros a formalidade do pietismo. Penso que o formato é o que menos importa. Você precisa ter a convicção de que está na presença de Deus e que isso se constitui em um momento único.
Qual a ordem? Se o café vem antes da meditação ou é o contrário? Não importa. Você precisa das duas coisas. Elas precisam ser inseparáveis. Começar bem um dia é condição para desfrutar de todas as oportunidades que virão.
Pode ser que você seja daqueles que não têm tempo para nada. Quando aprendi a valorizar o começo do dia, tive que acertar o relógio para despertar quinze minutos mais cedo. Nos primeiros dias foi difícil, mas com a persistência virou um hábito e o corpo logo se adaptou. Se sou fiel a esse hábito? Claro que não. Eu preciso ser fiel com relação aos meus valores, princípios e propósitos, não com a minha rotina. Começar bem o dia é que se tornou um grande valor para minha vida. E disso não se deve abrir mão.

2 comentários:

  1. Gostei da simple life...na verdade é simples...nós é que complicamos e bagunçamos os horários e tudo mais!!
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Tita. A gente precisa mesmo reaprender a viver de forma mais simples, fazer escolhas mais simples, sem perder a noção do todo. Beijos.

    ResponderExcluir

Assista:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails