sábado, 24 de novembro de 2007

O lugar da profecia / The place of prophecy

Profetizar é ser canal de comunicação entre Deus e os homens. É declarar a vontade de Deus aos homens. É fazer soar o clamor de Deus a um mundo aflito.
O profeta entende a paixão do Criador pelo homem perdido, conhece os mistérios de Sua Palavra e recebe a direção do Senhor para a melhor interpretação e aplicação para o seu tempo. Isso significa escutar a voz de Deus.
Deus precisa de profetas para hoje. O desafio é imenso. O profeta de hoje precisa denunciar o pecado e a corrupção, anunciar o tempo do arrependimento e apontar a porta aberta para afirmação de uma humanidade restaurada.
Paulo resume bem a missão profética: visa edificar a vida daqueles que foram destruídos por uma visão distorcida do mundo; visa exortar os que estão dispersos e desorientados a seguir o caminho proposto pelo Senhor; visa consolar aqueles que choram a sua triste condição humana. “Mas o que profetiza fala aos homens para edificação, exortação e consolação” (1 Coríntios 14.3).
Quase sempre isso significa mexer com os poderosos, com as estruturas dominantes, incomodar o inimigo. Pode acarretar um alto custo para vida do profeta. Para o mesmo Paulo, se alguém está procurando algum dom especial, alguma habilidade para servir a Deus em seu tempo, deve procurar o de profetizar (1 Coríntios 14.39).
A profecia não mudou com o passar dos anos. A Palavra de Deus continua viva entre nós e precisa ser anunciada ao mundo. Deus continua levantando profetas nos dias de hoje para que falem a sua Palavra aos homens. O desejo do coração de Deus ainda é o mesmo.
A fonte da profecia e a forma de profetizar, entretanto, são outras. Antes, o profeta recebia a inspiração direta de Deus de forma inédita. Hoje, ainda que Deus continue a inspirar diretamente a seus profetas, há o compromisso com a Palavra de Deus revelada aos homens, a Bíblia. Mas o conteúdo da profecia não mudou. Deus continua a chamar e mover homens nos dias atuais para exercerem o ministério profético no mundo em que vivemos. A Palavra de Deus nunca passará e nunca voltará vazia, ou seja, em qualquer tempo produzirá os efeitos que são agradáveis ao Senhor.
E, tanto quanto no passado, o ministério profético nem sempre será bem-vindo entre os homens. Ezequiel é o exemplo de profeta ara o seu tempo. Deus alertou a ele que, ainda que o povo não quisesse ouvir a mensagem, deveria ficar evidente que havia no seu meio um profeta.
O que determina a conduta de um profeta não é o seu poder de oratória ou os títulos que possui, mas o tempo que gasta na presença de Deus, buscando a sua face e estudando a Sua Palavra.O verdadeiro profeta deve marcar sua conduta pela sua dependência de Deus, pela unção espiritual que possui e pela autoridade na Palavra. A verdade profética não é evidente nem lógica: é coerente.
Homens e mulheres assim são raros. Seja um profeta. Em tempos de tanta tecnologia avançada, usando todos os recursos de que dispomos, seja um profeta para hoje, anunciando para todo homem o eterno propósito de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Assista:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails