domingo, 21 de junho de 2015

Gestão de mudança aplicada à vida / Change management applied to life / La gestión del cambio aplicado a la vida

Ninguém põe remendo de pano novo em roupa velha, pois o remendo forçará a roupa, tornando pior o rasgo.” Mateus 9.16 
Faça para você mesmo a seguinte pergunta: se eu fosse começar o que eu já faço, faria do mesmo modo sabendo as coisas que eu sei hoje? A sua resposta é um indicativo de que está na hora de mudar.
Mudar é o processo resultante de vida. Só os vivos mudam. As múmias permanecem intactas por muito tempo. Por favor, me permita repetir: os vivos mudam! Heráclito estava certo ao afirmar que só há uma certeza: “tudo muda!” Ele via a mudança como um jogo dos contrários. Mas isso de forma alguma produz o caos. Ela permite a harmonia. A constante transformação de todas as coisas obedece a uma ordem e tentar entendê-la é sofrimento. A vida segue seu fluxo e é isso que lhe dá sentido, que estimula a tomada de decisões.
A mudança sempre acontece a partir de uma quebra de paradigmas, quando os modelos adotados tendem a ser substituídos por outros. Quando uma pessoa tem dificuldade de mudar isso quer dizer que ela também tem dificuldade de rever seus paradigmas. Como afirmou Mahatma Gandhi: “Seja a mudança que você quer ver no mundo.”
De um modo geral, não há muito controle para a mudança, mas é possível antecipá-la e liderá-la. Isso envolve pessoas, processos e relações, assim como exige organização e gerenciamento. É preciso saber: por que mudar, o que se quer mudar, de onde se está partindo, aonde se quer chegar, como mudar e quem deve mudar.
A gestão de mudança é uma ação estratégica cujo foco está na necessidade constante de adaptação e adequação a novas realidades e às transformações que acontecem a nossa volta. O processo de mudança envolve uma gestão que tem implicações nos aspectos ligados à inovação. Dito de outro modo, inovar é fazer de outro modo o que todos estão tentando fazer.
A inovação é um processo de mudança que implica o estabelecimento de práticas e procedimentos para que as mudanças aconteçam. Algumas implicações a respeito da inovação:
a)    Inovação não quer dizer novidade.
b)   Inovação exige continuidade.
c)    Inovação requer informação.
O que deve orientar uma política de mudanças na vida pessoal é aquilo que dá identidade a você: seus valores, seus princípios, suas conquistas consolidadas até aqui. Seu foco não pode estar centrado na repetição de rotinas, estruturas ou procedimentos anacrônicos. Você deve estabelecer um princípio de dar continuidade aos seus marcos fundadores, mas também de estabelecer uma ruptura com os processos ineficazes. O equilíbrio entre continuidade e ruptura é o que caracteriza o espírito inovador.
Toda mudança enfrenta resistências. E isso acontece porque todos nós desenvolvemos um desejo por estabilidade, segurança e controle de nossa vida que nos leva a nos defendermos de qualquer força que nos ofereça riscos.
Se você não está disposto a mudar as coisas que você faz, não espere resultados diferentes em sua vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Assista:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails