domingo, 11 de junho de 2017

Pastor

Para que servem os pastores e as pastoras? Teoricamente, para nada. Seja como gestor, conselheiro, orador, educador, agente social ou teórico, sempre há quem faça melhor. Há quem diga que pastores são um pouco de cada um desses profissionais, mas sempre soube que, em tem tempo de máxima especialização, aquele que sabe de tudo um pouco acaba não produzindo.
Sinceramente, não sei onde Jesus estava com a cabeça quando comparou a atividade de quem cuida de seus seguidores aos trabalhadores que apascentavam rebanhos. Talvez porque também utilizou a metáfora das ovelhas para se referir àqueles que o seguem. Ou talvez por não ter na época um conjunto tão grande de especialidades que abrangesse a dimensão pastoral. Ele só podia estar com a cabeça no céu.
Tenho para mim que a razão esteja mais voltada para a dimensão da ação pastoral com o cuidado com aqueles que estão a caminho. A palavra vem do grego poimen, que designava o apascentador de rebanhos. Sua tarefa seria de conduzir o rebanho até os pastos, ficar atento aos ataques dos inimigos contra as ovelhas, cuidar das que estiverem feridas, mantê-las reunidas em grupo e recolhê-las ao aprisco para o descanso. Ele teria que fazer isso todo dia ininterruptamente. Por causa do seu envolvimento direto com a ovelha, chegava a ter o cheiro delas. Por isso, era considerada uma atividade imunda.
Pastores não são forjados em uma escola, nem se tornam mais hábeis pela experiência. São pessoas comuns que recebem um chamado para servirem àqueles que querem seguir Jesus. Já por aí são diferentes, por serem sensíveis à uma voz que vem de fora e clama por uma decisão interior de orientar a vida inteira para cuidar de gente. Se espelham na pessoa de Jesus, aquele único que se apresentou como o Bom Pastor.
Pastores cuidam de pessoas que querem seguir Jesus. Como conselheiro, psicólogos fariam melhor. Porém, como pessoas que escutam as dores e angústias do outro para servirem como intercessores diante de Deus. Somente alguém com o coração sensível ao outro como Jesus o fez é capaz
Pastores cuidam de igreja. Como administradores, gerentes fariam melhor. Porém, como quem conhece a perspectiva do Reino de Deus e está comprometido com o projeto de Deus de formar em Cristo uma nova humanidade, age mais com o coração do que com estratégias, orienta-se mais pela esperança do que pelas condições concretas, decide por fé e não por racionalidade.
Pastores constroem saberes sobre nossas relações com Deus. Como educadores e pensadores, pedagogos e teóricos fariam melhor. Porém, reconhecem a Bíblia como fonte primária do saber, que oferece a base para construir novos entendimentos. Para isso, ouvem as vozes dos sábios e entendidos e se debruçam sobre as Escrituras para encontrar a melhor forma de fazê-la entendida para as pessoas do seu tempo.
Alguns até tentam desenvolver uma performance profissional, outros também se negam a desenvolver habilidades e técnicas justificando sua incapacidade com uma falsa espiritualidade. Apesar disso tudo, pastores que se colocam como servos fazem falta.
Feliz Dia do Pastor!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Assista:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails