sábado, 17 de maio de 2014

Jesus, o dissidente / Jesus, the dissident / Jesús, el disidente

Vocês se entristecerão, mas a tristeza de vocês se transformará em alegria.” João 16.20
Muitos encontraram motivos de sobra para rejeitar Jesus: seus parentes quiseram afastá-lo de sua missão, os discípulos não entenderam sua mensagem, as autoridades o perseguiram, o povo buscava nele apenas a satisfação de necessidades pessoais e os religiosos o viam como um herege.
Por que tanta rejeição? O que um simples pregador poderia oferecer de tão ameaçador? O que a mensagem de salvação, do amor e do perdão poderia proporcionar de tão desagradável ou desconfortante? A boa notícia do Reino de Deus tornou-se, de fato, uma ameaça para a segurança das pessoas acostumadas à tradição e às rotinas de sua época. Os rituais de poder e de dominação trazem consigo uma segurança enganosa, uma paz superficial e até mesmo algumas certezas nada consistentes. A mensagem de Jesus, no entanto, confronta essas estruturas e nos chama a uma libertação de toda forma de dominação.
Esse tipo de confrontação diante da opressão não é fácil. Jesus não sairia com vida de uma conjugação de forças tão poderosa como a que enfrentou. Ele foi um dissidente do sistema vigente em sua época e essa dissidência o levou à morte. Isso causou certamente profunda tristeza naquele momento, mas proporcionou uma alegria que gera vida em todo aquele que o acolheu em fé.

Jesus abriu mão de valores e padrões de seu tempo para que pudéssemos ter vida em seu nome. Ele nos convida para seu Reino de alegria a fim de que possamos desfrutar do melhor que ele tem para nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Assista:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails