domingo, 15 de junho de 2014

Uma razão para viver / A reason to live / Una razón para vivir

Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé.” 2 Timóteo 4.7.
Certa vez, Martin Luther King Jr. afirmou: “O homem que não descobriu algo pelo qual morrer, não está preparado para viver”. Todos nós fomos criados para uma missão de tal modo que, se não a encontrarmos, acabaremos encontrando algo que a substitua.
Nossa missão de vida é vivermos segundo os propósitos de Deus. Desse modo, a vida inteira é tentativa, implica aprendizado tendo em vista nos tornarmos aquilo que Deus gostaria que fôssemos. Nessa busca, temos que lidar de forma permanente com o conflito que nos constitui: a luta inconsciente entre o que queremos e o que podemos.
Por causa desse conflito, cada um de nós possui um esconderijo interior, um lado sombrio em que lançamos todas as coisas de que não gostamos para que fiquem no esquecimento. O problema é que a sombra de vez em quando se manifesta, dá sinais de que está ali e que ainda tem muita coisa que precisa ser tratada.
De vez em quando somos tomados por pensamentos e desejos que traem nossos valores e nos chamam ao arrependimento. Se cedermos lugar para aquilo que somos tentados ou para os apelos de nosso egoísmo, caminharemos cada vez mais distantes dos propósitos de Deus. Foi por isso que Jesus se ofereceu como paradigma e nos resgatou para uma nova vida. Pela fé, temos sempre a chance de um novo começo. Deus espera que vivamos assim até o final, combatendo esse bom combate de modo que nos tornemos aquilo para o qual ele nos criou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Assista:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails