domingo, 29 de março de 2015

Quem precisa de igreja? / Who needs church? / ¿Quién necesita la iglesia?

Portanto, vocês já não são estrangeiros nem forasteiros, mas concidadãos dos santos e membros da família de Deus.” Efésios 2.19
Quantas vezes você já ouviu dizer que a igreja perdeu sua utilidade no mundo, que as pessoas não estão nem aí para ela? Quantas vezes você ouviu falar que a igreja está ultrapassada e que ela defende valores e crenças que ninguém mais acredita?
Estas duas perguntas, que estão presentes nos discursos tanto de cristãos quanto de não cristãos, remetem a uma necessidade de reflexão mais profunda sobre a relevância da igreja para os dias atuais. Essa reflexão pode começar com a pergunta inquietante: quem precisa de igreja? A resposta pode ser “ninguém” e “todos nós”.
São respostas antagônicas, mas que refletem bem o grau de confusão que se criou em torno da experiência de ser igreja no mundo. É a partir delas que podemos descobrir a utilidade e atualidade da missão que a igreja possui.
Ninguém precisa de uma organização hierárquica, com estruturas rígidas, conservadoras, que cria uma barreira entre clérigos e leigos. Essa igreja clerical não corresponde ao chamado de Jesus a servir uns aos outros.
Ninguém precisa de uma instituição que se afirme como guardiã da moral e bons costumes, de valores eternos e imutáveis, de saberes divinos e inquestionáveis. Até mesmo o discernimento das Escrituras é dado a gente simples por meio da ação do Espírito Santo.
Ninguém precisa de um espaço ou de um tempo mais sagrado que o outro. Sagrada é a vida que se renova a cada dia, que se faz e se refaz na dimensão do encontro com o outro, que é ao mesmo tempo aquele que anda com a gente, que nos vê por inteiro. Para se fazer conhecido, Deus se fez gente na pessoa de Jesus, ele mesmo teve um rosto e possuiu uma identidade para que pudesse se relacionar conosco.
Porém, todos nós precisamos ser acolhidos em uma relação de comunhão, como partes integrantes de uma família, que partilha o amor de Deus entre todas as suas criaturas. Uma igreja que se faz necessária e atual é aquela que assume suas fraquezas em meio às dores do mundo, que empreende sua caminhada em meio a gente vulnerável como todos nós somos e que se faz confiável em apontar caminhos para uma vida mais digna e mais feliz.

Uma igreja assim faz falta. A outra, que há mais de mil anos vem sendo tentada pela cristandade, não faz o menor sentido para um tempo em que a humanidade aprendeu a viver por si mesma e, por isso mesmo, se perdeu. Somos chamados a ser igreja hoje, viva, relevante e acolhedora. Todos precisamos disso. Urgentemente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Assista:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails