segunda-feira, 1 de outubro de 2007

Gestão espiritual é possível? / It is possible management spiritual?

Como você responderia a estas questões: para onde vamos, em que valores nos apoiamos, o que deixaremos para as gerações futuras? A resposta a estas questões tem a ver com espiritualidade.
A espiritualidade na empresa está ligada à excelência das pessoas que a compõem, está ligada a um contínuo envolvimento dos seus empresários com atitudes éticas comprometidas com o desenvolvimento econômico da sociedade ao mesmo tempo que promovem a melhoria da qualidade de vida das pessoas envolvidas no processo produtivo ou de prestação de serviço.
É o que poderíamos chamar de empresas espiritualmente saudáveis. São empresas:
- socialmente responsáveis e que respeitam o meio ambiente, visando à superação da pobreza, ao fim da marginalidade e ao desenvolvimento sustentável;
- comprometidas com a ética, a começar com o apego a valores em suas relações com clientes e fornecedores pautados na honestidade e na transparência;
- que conseguem harmonizar lucratividade e dignidade humana;
- que fazem da competitividade motivo a mais de parceria;
- focadas na satisfação do cliente como ser humano dotado de uma integridade física, psíquica, emocional e espiritual;
- comprometidas com a sustentabilidade, capaz de satisfazer as suas necessidades sem reduzir as oportunidades das gerações futuras;
- preocupadas com o imenso contingente de excluídos do mercado de consumo;
- que combatem a exploração da mão-de-obra, quer seja de crianças, quer seja de adultos;
- envolvidas com programas de ecoeficiência, tais como: redução do consumo de energia, redução de emissão de resíduos tóxicos, incentivo à reciclagem, valorização de recursos renováveis, agregação de valor aos produtos e serviços.
Nesse sentido, gestão espiritual envolve diretrizes e ações administrativas – planejamento, controle, direção, alocação recursos – realizadas com o objetivo de proporcionar efeitos sobre a qualidade de vida das pessoas visando ao bem estar comum.
Empresas influenciadas por uma gestão espiritual são empresas cujos executivos redescobriram o reencantamento da vida e mobilizam ações voltadas para a solidariedade, para a inclusão e para a sustentabilidade.
Se gestão, de um modo geral, é a competência e a arte de liderar pessoas tendo em vista uma missão, gestão espiritual é a competência para motivar pessoas em favor da construção de condições para uma vida melhor, mobilizando recursos, ações e pessoas. A gestão espiritual atua em um ponto de tensão, no qual se dá a espiritualidade, o encontro entre a realidade e a noção de valor, entre a existência e o que chamamos de sagrado, conferindo sentido e qualidade à gestão.

2 comentários:

  1. Irênio...
    Empresas como essas é que estão fazendo diferença em nossos dias. Um consumidor ou cliente conscientes escolhem empresas com alto quoeficiente espiritual. No Brasil temos excelentes exemplos como: Natura, Petrobrás, Boticário, Sadia e várias outras. Tem até instituição bancária... acredite se quiser!
    Neuber

    ResponderExcluir
  2. Beleza. A gente vê que o tema da espiritualidade aplicada em ambiente corporativo não é utopia. a gente tá no caminho certo. Um abraço.

    ResponderExcluir

Assista:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails